terça-feira, março 31, 2020

Coronavírus: Governadora indica Ricardo Valentim para o Comitê Científico do Consórcio do Nordeste

FOTOS: ELISA ELSIE 
O Consórcio Nordeste, organização que reúne os governadores dos noves estados da região, criou um Comitê Científico para auxiliar os chefes de Executivo na tomada de decisões sobre as ações de enfrentamento à pandemia provocada pelo novo coronavírus (Covid-19). O Comitê será integrado por vários membros de renome, entre eles o cientista Miguel Nicolelis, o físico e ex-ministro da Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende e o doutor em Engenharia Elétrica e de Computação, diretor do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS) do Hospital Onofre Lopes em Natal, Ricardo Valentim. Ricardo Valentim é indicação da governadora Fátima Bezerra.
Fátima Bezerra destaca a importância do Comitê Científico diante do alto grau de contaminação do novo coronavírus e pelo fato de ainda não ser muito conhecido pela ciência. "Precisamos manter todas as medidas de precaução e prevenção. São milhares de mortes em todo o mundo. Não podemos deixar o problema se agravar. Por isso tomamos todas as medidas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde e pelo Ministério da Saúde", afirmou a governadora do RN.
Ela também reforça a necessidade da população atender as recomendações do Governo do RN. "A população deve ficar em casa e tomar todas as medidas para evitar o contágio. Os serviços essenciais estão funcionando. Mas a maior parte da população deve ficar em casa para evitar o aumento dos casos graves que levam à morte. Da parte da administração do RN estamos fazendo tudo para proteger o cidadão e a vida. E, agora, definimos a criação do Comitê Científico junto com os demais governadores para buscar medidas de superar as dificuldades e voltarmos à normalidade", enfatizou.
Além de Nicolelis e Rezende, que coordenam o grupo, o Comitê Científico do Consórcio Nordeste será composto por médicos, cientistas, físicos e pesquisadores brasileiros reconhecidos internacionalmente. O Comitê fará reuniões periódicas com autoridades científicas brasileiras e de outros países, a exemplo da Itália, da Alemanha e da China, para discutir soluções na tentativa de frear a disseminação de casos da Covid-19. Além disso, emitirá boletins com os números da região relativos à doença e divulgará orientações baseadas nas pesquisas realizadas pelo grupo.
O Comitê ainda está em formação, mas já conta 13 membros, incluindo um indicado por cada estado, e deve permanecer ativo até o final da pandemia. “É uma guerra. Precisamos de apoio científico para vencê-la”, afirmou o governador da Bahia, Rui Costa, presidente do Consórcio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário