terça-feira, maio 26, 2020

Deputado pede que escolas particulares reduzam mensalidades e que seja proibida a cobrança de juros por inadimplência

Imagens: Reprodução

O deputado Vivaldo Costa (PSD) solicitou, em caráter de urgência, durante reunião ordinária da Assembleia Legislativa, entendimento com a rede privada de ensino objetivando a redução das mensalidades. O requerimento pede ainda que seja proibido à cobrança de juros e multas por inadimplência em razão da pandemia do coronavírus (covid-19).

Em sua justificativa, Vivaldo lembra da dificuldade que a população vem passando. Disse que não se pode negligenciar que embora as escolas fechadas tenham certas despesas reduzidas com itens como a manutenção do espaço, água, energia, a paralisação e a quarentena causam uma crise econômica que afetam a todos, inclusive as entidades escolares que certamente terão um aumento na inadimplência.

“O momento difícil pelo qual a sociedade perpassa será superado com a união de todos. Contudo, o Estado não pode se abster do seu papel de buscar ferramentas que possam mitigar ônus desnecessários. É de se frisar, que a presente propositura não se encontra dissociada de outras que têm sido tomadas em todo Brasil. Na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, Distrito Federal, Ceará e Pernambuco tramitam projetos de teor semelhante”, contou Vivaldo.

O QUE VEM ACONTECENDO EM ASSÚ/RN

Diante desta pandemia, algumas escolas particulares em Assú, deveriam trancar a matricula sem precisar que os pais façam esse pedido, mais ao contrário disso, elas estão enviando via WhatsApp, matérias para que os pais imprimam em casa e faça o papel de professor e ainda temos que pagar por isso. Lamentável esta situação.

Com certeza nas escolas que não esta tendo aula, esta tendo uma grande economia com; água, luz, entre outros...  Mais mesmo assim a mensalidade continua sendo cobrada como se tivesse tendo aula normal.

Por enquanto não vamos falar os nomes das escolas.

Fonte: Focoelho 

📌Lembre-se: higienize as mãos sempre que necessário com água e sabão ou álcool em gel.



Nenhum comentário:

Postar um comentário