quarta-feira, maio 27, 2020

Em tempos de Covid, Kekel não usa máscaras, exceto a da hipocrisia.

Imagens: Reprodução
O vereador Kekel é a grande piada da Política macauense. As principais funções do vereador são aprovar leis e saber fiscalizar o dinheiro público. Kekel consegue ser incompetente nas duas funções. Quando consegue aprovar alguma lei de sua autoria, a Justiça derruba por ser inconstitucional. Já como fiscal, faz mais barulho que ação concreta, acumulando denúncias infundadas sendo arquivadas no Ministério Público. Enquanto isso, silencia para os desmandos que ocorrem dentro da Presidência da Câmara Municipal, aliada do vereador. 

Para esconder sua incompetência, Kekel costuma apelar pras bravatas nas redes sociais. Vive criticando seus colegas da Câmara e com isso tenta esconder seu falso moralismo e sua incompetência como parlamentar acusando todo mundo sem prova alguma e sem fundamento. Tudo pra querer “mostrar serviço” em rede social. 

Puxa saco do Prefeito Kerginaldo, Kekel foi agraciado com um cargo comissionado fantasma recebendo dinheiro público para não fazer nada e  aplaudir o então prefeito envolvido na época em atos de corrupção. 

Eleito vereador, se aliou ao que de mais atrasado existe na política de Macau. 
Já chegou a denunciar seus próprios colegas de bancada e é considerado inconfiável por todos. 
Recentemente, passou a atacar os vereadores da bancada governista na Câmara de Macau. Como sempre, não apresenta nenhum fundamento para suas críticas. Apenas critica os vereadores que dão respaldo político ao prefeito Tulio Lemos. Como se fosse crime dar apoio à administração municipal, que limpou a roubalheira da cidade e tirou Macau das páginas policiais. 
Mas isso deve incomodar Kekel, que prefere bater nos vereadores governistas que nada devem à Justiça e ao mesmo tempo fechar os olhos para seus coleguinhas da oposição podre.
 Kekel finge que não sabe nada sobre o roubo do vereador Ítalo Mendonca, que tirou dinheiro da folha da prefeitura e botou na conta da mãe. Kekel nada fala sobre as inúmeras irregularidades praticadas pela presidente da câmara, Dyana Lira, que promove farra de diárias para a oposição e se nega a prestar contas da fortuna que recebe todos os meses. Kekel nada diz sobre as denúncias de que seu colega Gia recebeu dinheiro indevido da Salinor para silenciar contra os pescadores. Kekel cobra pagamento dos aposentados, mas esquece de cobrar punição para o vice-prefeito e o procurador da câmara, que fraudaram a MacauPrev e concederam aposentadoria a quem nunca foi servidor. Kekel esquece que é investigado por ter vendido cargo na câmara a agiota. 
Kekel é assim. Estabeleceu a molecagem institucional seletiva. Fecha os olhos para os crimes cometidos por ele e seus coleguinhas de grupo, para usar redes sociais e blogs pagos com dinheiro da Câmara para bater em quem não faz parte de sua panelinha podre. Em tempos de Covid, o vereador Kekel não usa máscaras, exceto a da hipocrisia. Na política de Macau realmente é tudo invertido, mas um dia a conta chega para os corruptos e em Macau ela costuma chegar de camburão!

📌Lembre-se: higienize as mãos sempre que necessário com água e sabão ou álcool em gel.



Nenhum comentário:

Postar um comentário