segunda-feira, outubro 04, 2021

Lei que visa estimular cidadão a completar esquema vacinal contra a Covid-19 é sancionada

Imagens: Reprodução
O Município de Natal instituiu o certificado de vacinação contra a COVID-19, possibilitando o acesso a benefícios junto ao Poder Público, setor produtivo e comercial aos cidadãos que comprovarem a imunização completa contra a doença. A sanção da lei que prevê a adoção do dispositivo é de autoria do vereador Felipe Alves (PDT) e foi publicada na edição desta segunda-feira (04) do Diário Oficial do Município. O objetivo principal da iniciativa é estimular e incentivar a maior parte da população a buscar se imunizar completamente contra a doença.

O autor da lei lembra que diversas cidades, pelo Brasil, estão adotando esse mecanismo para completar a cobertura vacinal da população, visto que em muitos locais as pessoas não estão indo tomar a segunda dose das vacinas. Atualmente, de acordo com dados do sistema RN+ Vacina, 53% da população da capital potiguar apta a se vacinar já está completamente protegida, ao passo que 47.993 pessoas ainda não tomaram a segunda dose. Felipe Alves lembrou também que muitos países estão registrando o crescimento de novos casos, internações e óbitos entre os não vacinados e os que estão com a vacinação incompleta.

“Esses benefícios podem variar de descontos em produtos, pagamento de impostos e sorteios. Diversos Estados e Municípios estão adotando essa prática pra ampliar a proteção dos seus cidadãos. É importante destacar que não há nenhuma imposição ou obrigação para as pessoas se imunizarem, bem como para os estabelecimentos comerciais concederem esses benefícios. Queremos apenas e tão somente estimular a vacinação”, destaca o vereador Felipe Alves.

📌Lembre-se: higienize as mãos sempre que necessário com água e sabão ou álcool em gel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário