quinta-feira, novembro 21, 2019

PORTA-VOZ DOS VEREADORES DA OPOSIÇÃO, EM MACAU,RESPONDE POR CRIME DE FALSIFICAÇÃO DO DPVAT.

Imagens: Reprodução 
Parte dos vereadores da oposição ao prefeito Túlio Lemos estão envolvidos com crimes das mais diversas formas. Uns já respondendo à justiça, outros acobertados pela presidente da Câmara Municipal de Macau, a vereadora Dyana Lira, ainda não enfrentam processos. Já o vereador Ítalo Mendonça, além de desviar dinheiro de servidores municipais aposentados, envolveu sua própria mãe no escabroso crime que tramita na justiça e já tem os seus bens bloqueados pela justiça, podendo perder o seu mandato e para isso basta a suplente Maria das Graças Faustino, a qualquer momento, pedir o afastamento do  vereador criminoso e  assumir a sua vaga.

Já o vereador Emanuel Klelio Kekel, que faz parte da Mesa Diretora da Câmara M. de Macau, chegou a negociar um cargo comissionado do poder legislativo com agiota que havia se responsabilizado por sua dívida em jogo de pôquer, em Assu, poderá ser denunciado e a presidente do legislativo ser responsabilizada por omissão na responsabilização do fato que era de seu conhecimento.

Enquanto isso, o policial afastado de suas funções por falsificar o DPVAT, cabo Leandro de Souza, agora tranvestido de blogueiro oficial dos transgressores da lei, tem se tornado o porta-voz da Câmara Municipal em defesa dos vereadores que cometem crimes contra o patrimônio público. Embora se tenha outras revelações a se fazer contra os opositores à gestão municipal, é assim que caminha a oposição ao prefeito Túlio Lemos, em Macau.

Nenhum comentário:

Postar um comentário