segunda-feira, junho 22, 2020

Prefeitura apaga publicação de gari sem EPIs: A farra continua na gestão dos Eufrásio em Paraú, aluguel de um terreno por 21 mil?

Imagens: Reprodução
A Prefeitura de Paraú postou uma foto em suas redes sociais e logo em seguida removeu a postagem, se referindo ação sendo executada pela administração dos Eufrasio.

O que chamou mais atenção é o funcionário prestando os serviços ao executivo sem qualquer tipo de EPI “Equipamentos de Proteção Individual”.  Como Luva de Segurança, Óculo de Proteção, Luva de Malha de Aço, Protetor Auricular e calçados. E nem os EPI das recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) para a utilização racional dos equipamentos de proteção individua, relevantes para prevenir e conter a disseminação do COVID-19 na cidade.

Esta falta de proteção da cidade ignora orientações do Ministério da Saúde e da Norma Regulamentadora (NR) nº 32, que estabelece que os EPIs sejam fornecidos de forma gratuita ao trabalhador para o desempenho de suas funções dentro da empresa que seja pública ou privada, inclusive em situações de exposição a riscos para a saúde do profissional como: riscos biológicos, químicos e da radiação ionizante, como a que estamos vivendo.

Falta de dinheiro não é, pois a Prefeita Maria Olimpia Eufrasio anunciou o contrato de R$ 21 mil reais, onde a mesma está alugando um terreno para ser utilizado com aterro sanitário.

A repercussão negativa tomou conta das redes sociais

“Não seria melhor comprar um terreno?... ou alugando é melhor pra tirar um pedaço?... esses e outros são alguns comentários das redes sociais.

📌Lembre-se: higienize as mãos sempre que necessário com água e sabão ou álcool em gel.




Nenhum comentário:

Postar um comentário