segunda-feira, maio 09, 2022

Jorge do Rosário diz que caminho para reduzir o desemprego no RN passa pelas micro e pequenas empresas

Imagem: reprodução

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostram que o RN, atualmente, possui mais beneficiários do Auxílio Brasil do que postos de empregos formais. É um dado alarmante, que revela uma queda preocupante no emprego formal, com carteira assinada.

Levando-se em consideração a diferença dos valores de salários e do Auxílio Brasil, há um reflexo imediato em toda a economia do estado, já que a população perde poder de compra e é obrigada a reduzir drasticamente o consumo, penalizando a cadeia produtiva.

O pré-candidato a Deputado Estadual Jorge do Rosário (Avante), demonstrou preocupação com os números divulgados pelo Caged. Jorge reforçou a importância do auxílio, mas disse que o potiguar prefere emprego. "O Auxílio Brasil tem sido muito importante, está colocando comida na mesa das famílias nesse período de alta desocupação, mas conheço o trabalhador potiguar e sei que ele prefere estar empregado. Essa será uma das minhas missões na assembleia legislativa".

Incentivo às micro e pequenas empresas

Para reduzir o impacto da desocupação, Jorge do Rosário propõe criar mecanismos para incentivar micro e pequenas empresas do RN. O pré-candidato lembrou que são elas que mais geram empregos no país e no RN não é diferente. “Cerca de 40,4% da população brasileira depende de forma direta ou indireta das micro e pequenas empresas. É um potencial que precisamos aproveitar melhor”.

Na opinião de Jorge, o estado precisa criar mecanismos que incentivem os pequenos empresários a investir em seus negócios e contratar mais mão de obra. “É urgente a criação de incentivos fiscais, redução da carga tributária e acesso ao crédito para os micro e pequenos empresários, eles precisam de incentivos para investir e gerar empregos, hoje estão com receio, mas nós vamos reverter essa situação”, afirma.

📌Lembre-se: higienize as mãos sempre que necessário com água e sabão ou álcool em gel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário