sábado, fevereiro 22, 2020

Polêmica no Carnaval de Ouro Branco (RN)

Imagens: Reprodução 
Mais polêmica ronda o Carnaval de Ouro Branco (RN). A Prefeita Fátima Silva arquitetou um avarento orçamento de quase R$ 80 mil para pagar empresas e artistas de fora da cidade para fazer o maior carnaval de seu mandato, mas pode ter que responder tudo na justiça depois. Representação levou aos ouvidos do Ministério Público que a Prefeitura estaria descumprindo lei que regulamenta o carnaval em Ouro Branco e decreto estadual de emergência pela seca, promovendo uma alegoria política com a festa momesca.
Imediatamente apoiadores da Prefeita saíram em sua defesa, sustentando que a denúncia prejudica o comércio local, mas é fato que a Prefeitura não contratou nenhum serviço municipal para realizar o carnaval de Ouro Branco, todo o dinheiro foi destinado para artistas e empresas de fora da cidade. Sequer a tradicional orquestra de frevo entrou na programação e teve que ser patrocinada por comerciantes.
Certamente a Prefeita vai ignorar o risco jurídico e vai pagar com o orçamento da Prefeitura os contratos do Carnaval mesmo assim, porque se não fizer terá que arcar do bolso com os mais de R$ 25 mil dos artistas e os R$ 50 mil do trio elétrico.
Será que o trio elétrico tem extintores de incêncio, ou terão que pegar emprestado de alguma repartição?
É somente uma pergunta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário