sexta-feira, março 26, 2021

Fátima Bezerra reitera ao presidente do Senado necessidade de auxílio emergencial de R$ 600

Na reunião dos governadores com o presidente Rodrigo Pacheco, hoje pela manhã, Fátima Bezerra também propôs auxílio para microempresas e ampliação do financiamento à saúde

Imagens: Reprodução

Como chefe de Executivo estadual a propor união nacional de um Pacto pela Vida, já adotado no Rio Grande do Norte, a governadora Fátima Bezerra participou hoje pela manhã da primeira reunião de governadores brasileiros com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, e reiterou a proposta da reedição do auxílio emergencial de R$ 600 para as famílias em situação de vulnerabilidade, bem como auxílio para microempresas e ampliação do financiamento para a Saúde.

“Temos enfrentado os piores dias da pandemia, que se alastra e causa impactos gigantes, principalmente para a população mais vulnerável. Não há outro caminho para frear o avanço da Covid-19 senão a vacina e a adoção de medidas mais restritivas, que afetam diretamente a economia e a vida de milhares de pessoas. A resolução dessa crise pandêmica no Brasil passa pela definição do auxílio emergencial mínimo de R$ 600 para famílias em vulnerabilidade social, bem como auxílio para microempresas e ampliação do financiamento para a Saúde”, destacou Fátima Bezerra.

Na reunião do Comitê Gestor de Enfrentamento à Pandemia com o presidente do Senado, disse Fátima Bezerra, os governadores fizeram uma atualização sobre o quadro crítico da pandemia em seus estados e pediram urgência nas medidas sanitárias por parte do Governo Federal. O avanço em ritmo acelerado do contágio exige celeridade na resolução da escassez de kits de intubação, acentuou a governadora do RN. De acordo com ela, também é necessário de forma urgente que o Ministério da Saúde envie aos estados, oxigênio e medicamentos, além do credenciamento e habilitação de novos leitos de UTI e do cronograma de aquisição e distribuição de mais vacinas.

Fátima Bezerra afirmou que é louvável a iniciativa do Congresso Nacional, na figura do seu presidente, senador Rodrigo Pacheco. No entanto, complementou, é de se lamentar que após 12 meses de pandemia, com mais de 300 mil mortes, o Governo Federal publique uma portaria instituindo um comitê de crise que não inclui Estados e Municípios. “Isso vai na contramão da essência do SUS, que é exatamente a gestão tripartite.”

📌Lembre-se: higienize as mãos sempre que necessário com água e sabão ou álcool em gel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário