quarta-feira, março 31, 2021

Pai de Yudi Tamshiro morre após complicações de Covid-19

A mãe Tânia Tamashiro e a irmã de Yudi também tiveram diagnóstico positivo para a doença

Imagens: Reprodução

Nelson Tamashiro, 56, pai do apresentador Yudi Tamashiro, 28, morreu em decorrência das complicações da Covid-19, nesta quarta-feira (31). A informação foi confirmada pela assessoria do apresentador. Em nota, a família disse que, devido à pandemia, o velório será aos familiares mais próximos e o sepultamento ocorrerá em seguida. "A família agradece todas as orações e demonstrações de carinho".

Nelson havia sofrido uma parada cardíaca na noite de segunda-feira (15), por volta das 21h30. O pai do artista era hipertenso e estava internado no Hospital Municipal Santa Ana, em Santana de Parnaíba (45 km de SP). A mãe Tânia Tamashiro e a irmã de Yudi também tiveram diagnóstico positivo para a doença. A mãe, que estava internada, deixou o hospital no dia 28 de março. A irmã não precisou ser internada. No vídeo que o cantor e apresentador publicou, ele aparece do lado de fora de uma sala, esperando para rever a mãe. Ela passa pela porta numa cadeira de rodas, seguida por um grupo de enfermeiras e com os dizeres "eu venci a Covid-19" numa placa. Yudi então aplaude, abraça a mãe e diz que a ama. "Deus continua ouvindo nossas orações e continua fazendo milagres", escreveu ele nas redes sociais, acompanhando a gravação.

Convertido há três anos pela igreja evangélica, hoje o ex-Bom Dia e Cia se dedica integralmente à vida religiosa. "Eu já cantei, dancei, apresentei, mas o meu lado espiritual foi sempre muito forte e agora chegou o momento que eu senti o chamado no meu coração. Senti Deus falando comigo: 'agora você já conquistou tudo que queria e vai usar sua história para ajudar outras pessoas'." Yudi considera a mudança "um grande desafio" e afirma que álcool e sexo estão em seu passado. "Não estou bebendo, não estou transando, não estou fazendo nada. Estou esperando a vontade de Deus. É isso que escolhi para minha vida, é isso que está me fazendo bem", disse em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo.

O artista conta que passou por duas conversões. A primeira foi quando precisou passar três meses de repouso, por conta de uma lesão no nervo ciático. Logo após a recuperação, Yudi começou a cantar pagode, o que o fez se afastar novamente da religião. "Da primeira vez, foi através da dor. Eu vi minha carreira indo por água abaixo, estava perdendo tudo e não tive outra saída a não ser entender que Deus e Jesus Cristo poderiam me levantar", disse. "Comecei a cantar pagode, e aí voltei para a noite, voltei a ficar com as meninas e a beber. Estava voltando para a vida que eu levava antes."

Foi então que o ex-apresentador considera que tudo mudou. Ele conta que percebeu que o novo Yudi não se encaixava mais nessa vida e decidiu encarar o que chama de sua nova missão. "Minha meta de vida é influenciar as pessoas e mostrar o verdadeiro caminho", disse. Para seguir sua missão, Yudi conta que precisou colocar a vida profissional de lado. "A mudança no estilo de vida é muito nítida para quem convive comigo, minha família. Por mais que eu veja outros artistas ganhando mais coisas do que eu, percebo que essas coisas trazem dificuldades emocionais, psicológicas. São felicidades falsas. Eu me tranquilizo porque sei que entreguei minha vida nas mãos do criador."

📌Lembre-se: higienize as mãos sempre que necessário com água e sabão ou álcool em gel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário