sexta-feira, maio 13, 2022

120 anos de encantamento de Augusto Severo é tema de homenagem no Complexo Cultural Rampa

Solenidade reuniu autoridades, imprensa, artistas, produtores culturais e empresários

Imagem: reprodução

Augusto Severo, potiguar com coragem para voar, recebeu homenagem nesta quinta-feira, 12 de maio, data que marcou 120 anos de seu encantamento. O evento, realizado no Complexo Cultural Rampa, no bairro de Santos Reis, em Natal, reuniu convidados, imprensa e autoridades, em tributo promovido pelo Governo do Estado do RN, com direito a apresentações, projeção mapeada e lançamento de livro.  

A solenidade teve início com a apresentação de estudantes da 5ª série da Escola Municipal Augusto Severo de Macaíba, seguida de pronunciamentos, como o do advogado Armando Holanda, que representou a família de Augusto Severo, e o da governadora Fátima Bezerra.  “Temos a exata dimensão do papel e do dever público de acolher, disseminar e preservar a memória e a história do nosso povo. Essa homenagem a Augusto Severo faz parte de um resgate desse importante legado deixado por ele e que faz parte do Rio Grande do Norte”, destacou a governadora.

O pôr do sol, às margens do rio Potengi, fez parte da cena em um momento de contemplação ao som do saxofonista Joedson Silva. Em seguida, os convidados assistiram a uma projeção mapeada com a história de Augusto Severo, tendo como imagens as ilustrações do livro “Augusto Severo: o homem que sonhou voar”, lançado durante o evento.

O projeto de ocupação artística do Complexo Cultural, o Rampa – arte museu paisagem - atualmente em desenvolvimento -, é apoiador da publicação, já que a curadoria tem como um de seus conceitos geradores o verbo “voar” e, portanto, encontra em Augusto Severo importante inspiração. O livro conta com o trabalho e os esforços de Ângela Almeida, jornalista, pesquisadora e artista plástica; Helton Rubiano, jornalista, escritor e editor de livros; Rafael Campos, designer e artista visual e Michele Holanda, publicitária, designer e fotógrafa. Tendo como editora a EDUFRN – Editora da UFRN, o livro possui mais de 90 páginas repletas de muita arte, memórias e história. Vendas no local.

📌Lembre-se: higienize as mãos sempre que necessário com água e sabão ou álcool em gel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário