segunda-feira, agosto 31, 2020

PETROBRAS GARANTE AO PREFEITO DE MACAU QUE NÃO HAVERÁ DESCONTINUIDADE DE INVESTIMENTOS NO RN

Imagens: Reprodução
Em reunião remota que ocorreu na manhã desta segunda-feira, 31, envolvendo representantes da Petrobras e o Prefeito de Macau, vários assuntos foram tratados, inclusive o mais importante que foram os esclarecimentos sobre a saída da estatal do Rio Grande do Norte.
                            
Anteriormente, o Chefe do Executivo Municipal havia feito declarações ao jornal/site Tribuna do Norte, ocasião em que deu as boas vindas às empresas da iniciativa privada que estavam chegando na região, mas considerou como “Inadmissível “ a forma como a Petrobras estava deixando o Estado, sem uma justificativa às autoridades constituídas. Depois dessa entrevista, o prefeito Túlio Lemos recebeu o convite na sexta-feira passada e hoje manteve entendimentos com o engenheiro Paulo Marinho, gerente geral da Unidade de Negócios de Produção da Petrobras no RN/CE e Caroline Vollu, gerente de Relacionamento com o Poder Público Estadual e Municipal, com a afirmação do primeiro de que “estamos tranquilizando ao senhor prefeito de que não haverá desinvestimento no Rio Grande do Norte. É apenas uma passagem de bastão. 

Neste momento, a Petrobrás está indo fazer investimentos na prospecção em águas profundas, como já estamos fazendo, na região Nordeste, em Sergipe, enquanto a iniciativa privada vai dar continuidade às ações que fazíamos na prospecção e extração de petróleo e gás em terra e em mar, no Rio Grande do Norte”.
                           

Em suas colocações durante a reunião, o prefeito de Macau reproduziu suas declarações contidas na entrevista à Tribuna do Norte, ressaltando que “a minha preocupação é com o desemprego e com a queda de arrecadação dos Royalties caso houvesse o desinvestimento no Estado. Nesse caso, tenho certeza de que a exploração de petroleo e gás na nossa região e no Estado, apenas vai mudar de mãos e assim o setor pode até ter um maior crescimento. 

Ao finalizar a reunião que teve a interferência da gerente de relacionamento com os poderes estadual e municipal, Caroline Vollu, o engenheiro Paulo Marinho assegurou a Túlio que “as empresas que estão nos substituindo no RN já contrataram todos os profissionais terceirizados que prestavam serviços à Petrobras e vão contratar um adicional de 50% de mão de obra”. O litoral do Rio Grande do Norte está incluído entre as localizações aonde a Petrobras fará estudos de prospecções em águas profundas, no Campo Pitu e deverá contemplar o município de Macau.

📌Lembre-se: higienize as mãos sempre que necessário com água e sabão ou álcool em gel.


Nenhum comentário:

Postar um comentário