segunda-feira, dezembro 14, 2020

Fátima Bezerra entrega reforma do Hospital Rafael Fernandes em Mossoró.

FOTOS: Robson Araújo / Assecom-RN

Governo do Rio Grande do Norte, por meio da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), inaugurou, nesta segunda-feira (14), a reforma do Hospital Regional Rafael Fernandes, em Mossoró. A obra contemplou a reforma na enfermaria e melhorias na estrutura da unidade. Aguardado há seis anos, o investimento de R$ 200 mil, recursos próprios do Estado, proporcionou ainda a abertura de 10 leitos clínicos no hospital.

“Celebramos hoje os investimentos realizados para melhoria das instalações do Hospital Rafael Fernandes, uma referência muito importante em matéria de atendimento à saúde, que é uma prioridade em nosso governo, melhorando cada vez mais a assistência à saúde e o SUS em nosso estado, sempre prestando conta do que fazemos”, afirmou a governadora Fátima Bezerra durante a inauguração.


Com duração de 60 dias, a obra foi dividida em duas etapas. No valor de R$ 100 mil, a primeira fase contemplou a reforma dos leitos clínicos da enfermaria, permitindo a abertura de 10 leitos dessa categoria, sendo 2 para estabilização. A segunda etapa, também ao custo de R$ 100 mil, proporcionou outras melhorias em setores da unidade. A reforma dará conforto para pacientes e servidores, melhorando os processos de trabalho e a prestação de serviço com qualidade.

“Quando o serviço é melhor prestado, tem uma infraestrutura adequada para isso, o servidor sente-se bem mais satisfeito e o produto do seu trabalho é incontestavelmente também melhor. Aqueles que nos importam mais são os usuários, os doentes, são os que mais haverão de se beneficiar. Sem falar que, quando temos uma ambiência adequada, esses usuários ficam bem mais susceptíveis à adesão ao tratamento, assumem o seu processo de saúde-doença e favorecem a possibilidade de resultados melhores e mais eficientes”, afirmou o diretor geral do hospital, Leonardo Menezes.

Inicialmente, o recurso seria utilizado para atender pacientes acometidos pela Covid-19. Contudo, entraves burocráticos atrasaram o serviço original. Assim, o montante foi direcionado para atender outras demandas do hospital. O trabalho foi coordenado pela Sesap, direção do hospital e Secretaria de Estado da Infraestrutura (SIN), em articulação direta com o secretário Gustavo Coelho. A última reforma havia sido realizada em 2014.

📌Lembre-se: higienize as mãos sempre que necessário com água e sabão ou álcool em gel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário