sábado, setembro 21, 2019

OS DETALHES SÓRDIDOS DA EXECUÇÃO DE UM POLICIAL NO RIO GRANDE DA MORTE!


Por Erick Guerra, O Caçador: Estatísticas dizem que a Segurança Pública estadual melhorou, esse ano. Os números falam de vitória contra o Crime, mas a realidade insiste em ser diferente dos números...


O Sargento PMRN Adailton  Cristiano Silva, era um homem de bem e de família, pastor evangélico e bom servidor público, lotado no sucateado 11° BPM (unidade operacional policial onde, como é a regra, falta efetivo, faltam viaturas, mas fartam problemas e vagabundos folgados em sua perigosa jurisdição). Deus o tenha - é preciso dizer agora - pois esse homem de bem, o Sargento Cristiano, foi executado barbaramente na noite de  sexta-feira, 20 de setembro,  por marginais.

Os detalhes são sórdidos e revoltantes!

Com salários atrasados, o Sargento Cristiano vinha sobrevivendo, como a maioria dos policiais do RN, tendo que realizar jornadas extras de trabalho, no que seria seu horário de descanso. Num Estado sem efetivo suficiente para serviço na Segurança Pública ( PM com menos de 70% do efetivo previsto e Polícia Civil com apenas 25%), a Gestão adotou a Estratégia de manter escalas de serviços-extra, pagos com as chamadas Diárias Operacionais (D.O.s). Com esse artifício, se empurra com a barriga duas necessidades óbvias: a realização de concursos públicos na área de Segurança e, de quebra, também o dever legal de pagar em dia um salário digno, que atenda as necessidades da família policial. O descaso com a Segurança Pública e com seus operários é uma das causas da morte de Cristiano, como já o foi de tantos antes dele...

Leia na íntegra o artigo completo no link abaixo




Nenhum comentário:

Postar um comentário