terça-feira, setembro 03, 2019

Assú terá 12 unidades de ensino atendidas em etapa do projeto “Cisternas nas Escolas”

Imagens: Alex Silva/Assessoria

Apresentada oficialmente nesta terça-feira, dia 3, em solenidade ocorrida na cidade de Apodi, a nova etapa do projeto “Cisternas nas Escolas” para o Oeste do estado terá o Assú com o município com maior quantidade de estabelecimentos escolares beneficiados na região: serão 12 equipamentos que atenderão igual número de unidades de ensino na área rural. O ato de lançamento deste novo estágio do projeto “Cisternas nas Escolas” foi presenciado pela secretária municipal de Educação e Cultura, Shirley Pinto.

A secretária assinou o Termo de Compromisso para a construção dos recipientes hídricos com o Centro de Desenvolvimento da Agricultura Familiar Terra Viva, responsável pela execução do projeto na região. O Assú obteve credenciamento perante o Ministério da Cidadania para a implementação dos citados depósitos. A ação tem como objetivo proporcionar o acesso à água de qualidade e em quantidade suficiente para atender às necessidades de alunos e professores de escolas da zona rural em localidades com dificuldade de acesso à água.

A secretária de Educação e Cultura declara que a tecnologia social se constitui numa cisterna de placas de cimento com capacidade para armazenar até 52 mil litros, com captação da água da chuva a partir do telhado da escola. A água armazenada supre as necessidades – beber e cozinhar – durante até oito meses. As escolas beneficiadas se localizam nas seguintes comunidades rurais: Riacho, Cumbe, Cruzeiro, Mendubim II, Olho D’Água Piató, Areia Branca Piató, Palheiros II, Santo Antônio, Porto Piató, Linda Flor, Sítio Casa Forte e Bela Vista Piató.


Nenhum comentário:

Postar um comentário