sexta-feira, dezembro 10, 2021

Governo amplia serviços e infraestrutura do hospital de Assú

Unidade conta, pela primeira vez, com cirurgias ortopédicas e passará por reforma de R$ 3,4 mi

Imagem: Reprodução

O Hospital Regional Nelson Inácio dos Santos, em Assú, segue recebendo melhorias e investimentos do Governo do Estado. A unidade, que ganhou os primeiros leitos de UTI em sua história durante a pandemia, iniciou esta semana a realização de cirurgias ortopédicas, serviço inédito no hospital, e passará por uma reforma estimada em R$ 3,4 milhões.

A governadora Fátima Bezerra esteve no hospital regional na tarde desta sexta-feira (10) para anunciar os investimentos. Ao lado do secretário de Estado da Saúde Pública, Cipriano Maia, do deputado estadual George Soares e do diretor da unidade Alberto Luiz Trigueiro, a chefe do Executivo destacou a importância do hospital para o Vale do Açu.

"Essas ações dão continuidade às iniciativas que já viemos tomando quando da instalação da UTI. Esses novos investimentos que a nossa gestão está fazendo vão possibilitar ainda mais uma melhoria na condição de assistência à população de toda a região", afirmou a governadora.

A reforma, que teve a licitação lançada esta semana, é parte de um longo investimento feito durante a atual gestão, que, entre obras e equipamentos, somará quase R$ 10 milhões aplicados no Hospital de Assú. Apenas na área de obstetrícia serão 20 novos leitos, além de suítes de pré/pós parto.

"Haverá intervenção no centro cirúrgico, no centro de recuperação operatória, em toda a ala obstétrica e na parte administrativa. Teremos um novo hospital no que diz respeito ao atendimento obstétrico", explicou o secretário Cipriano Maia. Ele ainda ressaltou que os recursos da reforma no Nelson Inácio serão aplicados via Projeto Governo Cidadão.

Cirurgias

Os procedimentos cirúrgicos ortopédicos começaram nesta quarta-feira (08). Eles fazem parte do programa Mais Cirurgia, Mais Saúde da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap). No primeiro dia foram feitas cinco cirurgias e o planejamento é de que sejam feitas aproximadamente 50 por mês, desafogando a fila de espera na região.

O Nelson Inácio já vem realizando outros tipos de cirurgias eletivas, como hérnia, ginecológicas e outras, com uma média de 35 procedimentos por mês entre setembro e novembro. "Os equipamentos das três salas do centro cirúrgico estavam parados e foram recuperados. Assu estava sem fazer cirurgia há muitos anos e agora tem um hospital de cara nova, com todos esses investimentos", ressaltou o deputado George Soares.

O Mais Cirurgias, Mais Saúde estima investir R$ 18 milhões, com a expansão dos procedimentos para regiões onde a oferta não existia. "Pretendemos alcançar o patamar de até 100 cirurgias gerais por mês", pontuou o diretor Trigueiro.

A fila de espera por cirurgias saiu de 13 mil para cerca de 10 mil desde o início do programa, há três meses. Ativo em 17 unidades de saúde em todo o estado, o Mais Cirurgias está realizando procedimentos gerais, ortopédicos, ginecológicos e vasculares, após a queda nas internações por covid-19 e diminuição na pressão sob sistema de saúde pública.

Os procedimentos foram ampliados e inseridos no Hospital da Polícia Militar e Hospital Pediátrico Maria Alice Fernandes, em Natal, e nos hospitais regionais de Santo Antônio, João Câmara, Currais Novos, São Paulo do Potengi, Pau dos Ferros, Caraúbas, Apodi e no Hospital São Luiz, em Mossoró.

No início de dezembro, o Maria Alice começou a ofertar um serviço inédito em hospitais estaduais, com a realização de cirurgias ortopédicas de alta complexidade. O serviço pioneiro já atendeu diversas crianças com pé torto congênito.

Hospital Nelson Inácio

O Hospital Nelson Inácio teve leitos de UTI instalados pela primeira vez, desde sua inauguração, durante esta gestão, em meio ao esforço de combate à Covid-19. Hoje o hospital conta com dez leitos, que seguem ainda disponibilizados para a rede covid.

📌Lembre-se: higienize as mãos sempre que necessário com água e sabão ou álcool em gel.

AG Soluções em Mídia
Atualmente, para se conectar com compradores, você precisa parar de empurrar sua mensagem e começar a atrair seus clientes. As regras do marketing mudaram e a chave para vencer é usar essa mudança a seu favor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário