quarta-feira, junho 01, 2022

Festival Popular do Livro e Literatura acontece no Complexo Cultural da Uern em Natal

 Evento gratuito também debate a inclusão sociocultural

Imagem: reprodução

O Festival Popular do Livro e Literatura do RN – Flipopular foi aberto nesta quarta-feira, 1º, e acontece até 03 de junho, das 9h às 21h, no Complexo Cultural da UERN, na avenida João Medeiros Filho, 3419, Bairro Potengi, zona norte de Natal.

O Flipopular atende o disposto na Lei Federal 13.696/2018, sancionada em julho de 2018, que institui a política permanente de promoção e universalização do direito ao acesso ao livro, à leitura, à escrita, à literatura e às bibliotecas, em todo o país. A Lei é de autoria da então senadora Fátima Bezerra. e se constitui na primeira política nacional de Leitura e Escrita do país, ou seja, um marco legal em prol da leitura, da biblioteca e da escrita.

"Esta lei é uma conquista da sociedade", afirmou Fátima Bezerra na abertura do evento. Ela, que é professora licenciada das redes municipal de Natal e estadual do RN, acrescentou que o objetivo da Lei é diminuir as desigualdades no acesso à leitura. A Lei também fortalece o Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas. O Brasil tem um déficit de 130 mil bibliotecas.

O Festival é realizado pelo Governo do Estado através da Fundação José Augusto (FJA) e Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer (SEEC), 1ª Diretoria Regional de Educação e Cultura (DIREC) e do Núcleo de Livro, Leitura e Biblioteca. O investimento é de R$ 70 mil com recursos da FJA.

Serão 92 ações e atividades envolvendo mais de 200 profissionais da área literária. Vanguardismo, diversidade e humanização são os temas da programação cultural gratuita e diversificada do Festival.

O evento tem público estimado em 10 mil pessoas, com participação de 3 mil pessoas por dia. A estrutura conta com 14 estandes que abrigarão materiais de 20 editoras e associações literárias, homenagens a personalidades como Newton Navarro, Dona Militana, Nati Cortez e Pedro Grilo.

A programação conta com mesas, cafés literários, saraus, lançamento de livros e espetáculos musicais, incluindo a participação de grupos, coletivos, selos e editoras, como também ações no Circo Popular.

O Festival abrange ainda a inclusão sociocultural ao debater elementos da cultura popular.  Serão realizadas rodas de conversa com temas literários com a presença de escritores e escritoras como:

Manoel Onofre Júnior, Diógenes da Cunha Lima, Josimey Costa, Tarcísio Gurgel, Osair Vasconcelos, Carmen Vasconcelos, Michele Ferret, José de Castro, Cefas Carvalho, Paulo Varela, Celina Muniz, Gutemberg Costa, Eva Potiguar, Roberto Lima, Wescley Gama, Aracelli Sobreira, Kalina Paiva, Crispiniano Neto, Antônio Francisco, Roberto Monte, Lívio Oliveira, Débora Seabra e Rizolete Fernandes.

O vice-reitor da Uern, Francisco Dantas, avaliou que "o festival é de suma importância para fomentar feiras de livros, despertar o interesse pela escrita e a produção cultural, principalmente quando acontece em uma universidade. Nós, da UERN, temos imenso prazer em sediar o Flipopular em Natal e estaremos apoiando com toda a nossa estrutura os outros 15 festivais que serão realizados em todo o Estado".

Crispiniano Neto, diretor-presidente da Fundação José Augusto (FJA) informou que além do festival em Natal um circuito vai levar o Flipopular às sedes das Diretorias Regionais de Educação - Direds em todo o Estado. "Esta é uma orientação da governadora Fátima Bezerra que estamos cumprindo. Este Governo promove e valoriza a cultura", declarou Crispiniano.

Na abertura do evento a Governadora esteve acompanhada também dos secretários Maria Luíza Tonelli (Semjidh), Carlos Cerveira (Control), Adjunta da Seec, Márcia Gurgel, Fábio Henrique, diretor da FJA, Ailton Medeiros, coordenador de leitura da FJA. A vereadora Ana Paula Araújo representou a Câmara Municipal de Natal.

📌Lembre-se: higienize as mãos sempre que necessário com água e sabão ou álcool em gel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário