Drogaria Santa Clara

Drogaria Santa Clara

terça-feira, janeiro 24, 2017

Por Erick, O Caçador: AS NOVIDADES DO FRONT DA INSEGURANÇA PÚBLICA NO RN

   Hoje, enquanto escrevo, é noite de 23 de Janeiro de 2017. A Rebelião em Alcaçuz completa 10 dias. Os presos ainda no controle, conforme o admitido pelo Comandante Geral da PMRN, Coronel André Azevedo. Há indícios substanciais de desgaste no relacionamento entre algumas altas autoridades da SESED, pelo que se pode inferir de declarações dadas a imprensa nos últimos dias. Isso pode ser um problema. 


    O Governador Robinson Faria está, no momento, ameaçado de morte tanto pelo PCC, como pelo SDCRN. Para o homem que se elegeu almejando o título de "Governador da Segurança", é amargo o momento: ou parte para vencer, ou morre. Agora, terá de ser o que disse que seria, valendo a própria vida. Há meses, o SDCRN roubou o carro oficial do Prefeito de Natal, Carlos Eduardo ( que quando Secretário de Segurança do RN, foi quem construiu Alcaçuz), utilizando-o para assaltar bancos. A Polícia Civil recuperou o veículo, após um combate em que tombaram cinco ou seis bandidos armados de fuzis. Não dá para brincar, é o que quero dizer. Confio que Robinson Faria pensa nisso noite e dia.


     Acharam uma nova cabeça em decomposição lá dentro do Presídio. No entorno da Penitenciária, viaturas do SISPEN, PM, Força Nacional e ITEP, num retrato da reunião de forças públicas presentes. Polícia Civil na área, e até uma viatura do Exército Brasileiro passou pela estrada de acesso. É cerco.


    Várias carretas com os contêineres utilizados para construir o muro de separação entre as Facções atravancando a estrada. Uma equipe de TV gravando cenas para o noticiário noturno. De ontem para hoje, 3 túneis foram achados e uma fuga tentada com cordas feitas de lençóis, por sobre a muralha, foi abortada, com um fujão baleado no braço.


    O Gabinete de Gestão Integrada, após reunião, prometeu uma intervenção para retomada do controle interno de Alcaçuz para o dia 24 ( amanhã, do meu ponto de vista agora). Um reforço de 70 Agentes Penitenciários Federais vai participar da Operação. Uma série de outras medidas serão tomadas em sequência. A rebelião pode estar próxima do fim. Quero crer.


    Mas nenhuma das duas Facções Criminosas quer perder o domínio de Alcaçuz, pois sendo este o maior presídio do Estado, é o maior Posto de Recrutamento e QG das duas organizações. Com uma das agremiações tendo Alcaçuz só para si, o alistamento vitalício no seu próprio Exército do Crime vai dar uma superba vantagem estratégica. Depois de "batizados" nas Facções ( muitas vezes compulsados pela própria falta de controle e abandono a que o Estado relega os apenados dentro das cadeias), os filiados vão ter que pagar mensalidades e obedecer a hierarquia do grupo, sob pena de morte, caso tentem desfiliação - dentro ou fora da cadeia. Quem está "solto", paga mensalidade maior ( a do PCC é mil reais), de forma que o raciocínio é "converter" o preso no interior do Sistema Prisional, para lucrar com sua atividade criminosa quando ele sair. Na liberdade, o filiado terá que ser ativo no tráfico, roubo e assassinatos, para honrar seu compromisso... Isso se quiser viver!


    Não sei se esse tipo de coisa é do conhecimento dos "mutirões Judiciários" que se formaram nos Estados em que os Presidiários se engalfinharam em batalhas... Pois que se orgulham de colaborar para a solução da Crise Penitenciária soltando presos a toque de caixa. Será isso uma boa? Em Manaus, o mutirão liberou 415 só na primeira semana. Na Grande Natal, já são 47. 


    E a Sociedade que se vire para absorver essa "ressocialização" instantânea! As Facções esperam que cada um dos "parceiros livres" cumpra o Estatuto que abraçou. No Amazonas, vários vagabundos soltos pelo mutirão foram presos de novo em flagrante delito, em poucos dias... Afinal, precisavam pagar a Facção!


    O fato é que somando os liberados judicialmente, os transferidos, os foragidos, os mortos e os feridos removidos, Alcaçuz está sendo desocupada, de qualquer forma. Já foi interditado para novos internamentos, está em ruínas. Será que o Governador conseguirá atingir a meta a que se propôs, de desativar Alcaçuz? Se conseguir, será uma boa... A menos que isso se faça transferindo para as ruas das cidades a escória concentrada nesse presídio!


    Sobre foragidos: abundam narrativas à boca miúda, no raio de quilômetros ao redor da Penitenciária, sobre fugas e pessoas que ajudam/ajudaram nas fugas. Vi, pessoalmente, duas periguetes suspeitissimas com sacolas repletas de mantimentos, fazendo uma estranha "baldeação" de carros a poucos quilômetros da cadeia. O que não faltam é coitos das Facções na Região! Em torno do Presídio, moradias de famílias de presidiários e "fechamentos" são a explicação logística das centenas de fugas do passado e do presente.


    Mas a rebelião em Alcaçuz não é tudo: a Guerra está nas ruas! Só para ficar na Capital, em diversos pontos de Natal, tiroteios entre os milicianos das Facções aconteceram no Final de semana: aos gritos de "é o quinze!" ( PCC) ou " dezoito, quatorze!" ( Sindicato do RN) as Facções Criminosas se enfrentaram em lugares como as Favelas do Fio, do Mosquito, do Japão; no Bairro do Planalto, morreram 3 ( um deles dirigindo um carro cheio de galões de gasolina); Confronto também na Estação de Trem em Cidade da Esperança. No Passo da Pátria, nem os moradores antigos sabem quem manda, no momento: só obedecem a quem se apresenta e impõe regras, durante a noite... Desobediência é igual a morte. 


    As dezenas de atentados terroristas com queima de ônibus, tiros em Delegacias, etc, deram uma pausa. Já é a segunda vez que as Forças Armadas chegam nessa altura da insurreição. No ano passado, os atentados migraram para o interior, a partir desse momento. 


    Dados Estatísticos divulgados pelo Instituto Óbvio mostram que a violência homicida no Estado aumentou 44% em 2017, comparado ao mesmo período do ano passado ( que foi recordista histórico de violência). Só em Mossoró, foram 15 homicídios em 23 dias. Já nas unidades prisionais, o aumento foi de 136% e contando... Convenhamos que não é um começo de ano animador!


    Mas vamos à luta, pois o ano só começou...



Erick Guerra, O Caçador


Casa Do Cabeçote 
Somos uma empresa com experiência, Temos a certeza que vamos poder fazer um trabalho com garantia no seu carro, trabalhamos com cabeçotes completos e a base de trocas todos as marcas. Usinagem de bloco com um excelente brunimento , bielas retificadas e alinhadas , motores completo com garantia. Usinagem própria, temos todos os tipos de virabrequim a base de troca. 
Rua: Francisco Esmeraldino S. Fiqueira, N= 15 
Frutilândia, Assú/RN ( Enfrente ao colégio CEPA ) 
Fone: (84 ) 99931-5858  e 99807-5248  


Nenhum comentário:

Postar um comentário