Drogaria Santa Clara

Drogaria Santa Clara

domingo, janeiro 22, 2017

Por Erick, O Caçador: DIREITOS HUMANOS EM ALCAÇUZ HOJE

    Quando se fala em criminosos no Brasil, principalmente os da pior espécie, SEMPRE surge a triste lembrança dos Direitos Humanos. Triste, sim, porque essa importante doutrina  foi totalmente distorcida por advogados membros de Facções Criminosas, Políticos corruptos e estudantes alienados ( geralmente usuários de drogas), a ponto de tornar--se a palhaçada apelidada "Direitos dos Manos", em nosso país.


    Daí que não se ouve falar da atuação de nenhuma "Comissão de Direitos Humanos" em hospitais públicos superlotados e infectos, escolas sem merenda escolar ou no atendimento a famílias vítimas da violência e Insegurança Pública. Coisas do Brasil: se leva a sério quem defende os Direitos Humanos dos violadores dos Direitos Humanos - e apenas desses! Essas tais Comissões só se prestam a defender bandidos! 


    Isso em parte se explica pelo alcance do Poder financeiro das Facções Criminosas, que pagam regiamente a esses "militantes", como ficou recentemente provado em São Paulo, onde foi presa uma quadrilha de "Direitos dos Manos" composta de mais de 40 advogados, incluindo o Vice-Presidente dos Direitos Humanos no Estado. Entre  crimes diversos, estava o de passar a seus comparsas de Facção ( o PCC) dados pessoais de Agentes Penitenciários - para que fossem ( os AgPens e/ou suas famílias) atacados covardemente. 


    No entanto, curiosamente, os "Direitos dos Manos" não apareceram em Alcaçuz para apartar a briga dos seres humanos que lhes interessam... Certamente, aparecerão na hora das indenizações aos presidiários mortos - se é que me faço entender...


    Pois não serei eu que irei tratar dos Direitos Humanos de uma escória que regrediu ao nível de bestas selvagens: uma horda capaz de esquartejamentos e churrascos de carne humana, que queima os colchões onde descansam, que defeca e urina em sua própria comida e destrói os telhados que lhes protege das intempéries... Esses, já tem quem lhes defenda!


    Quero tratar aqui dos Direitos Humanos dos Heróis da Polícia e do Sistema Prisional, que estão em situação de salários baixos e atrasados, condições insalubres de trabalho e stress gerador de doenças.


    Saibam todos que lêem estas linhas que, enquanto escrevo, há policiais tirando serviço nas guaritas e muralhas de Alcaçuz, sem proteção adequada contra a chuva torrencial que cai sem parar, completamente ensopados. Essa denúncia, feita no instagram pelo Sgt Heronides, é séria. Afinal, se aos presos fosse ordenado que ficassem na chuva, o que diria a opinião pública?


   A Escala de Serviço da PM, na Região Metropolitana de Natal, deu uma "arrochada" ( menos horas de folga e mais horas de trabalho), por ordem do Comandante Geral da PMRN, dentro de suas atribuições legais e em resposta à grave situação de Terror na capital. Está correto. Porém, que fique registrado o drama social dos Praças, militares praticamente compelidos a fazer "bicos" para completar sua baixa remuneração como policiais, agora prejudicados em sua renda extra, justamente enquanto o Estado lhes atrasa o salário! O certo seria que o salário pago a um Policial fosse o suficiente para sustento digno, de forma que não fosse obrigado ele a trabalhar nas horas que seriam de seu descanso, para  mantença de sua família. Isso, seria o lógico, mas tal não se dá... E é exatamente nesses "bicos" de Segurança Privada em que são assassinados a grande maioria dos Policiais mortos por vagabundos no RN. Triste realidade: ao serem convocados para salvar a Sociedade, nessa emergência, suas famílias passarão necessidades, como efeito colateral.


    Dentre os Agentes Penitenciários, há profissionais que estão praticamente sem descanso, desde que começou essa crise. A pressão é enorme, numa categoria em que abundam os casos de afastamento para tratamento de saúde e psiquiátricos, decorrentes de stress do trabalho. Imagine o leitor o que é ficar 24 horas confinado em presídios decrépitos, imundos, sempre em grande inferioridade numérica, junto com a massa degenerada da Sociedade, dos condenados, dos Membros das Facções Criminosas em Guerra... Se relaxar por um momento, pode ser você o esquartejado a estrelar vídeos tétricos compartilhados nas redes sociais... Quem haveria de querer um serviço desses? Quem gostaria de ter um familiar seu nessa profissão? Pois esses verdadeiros seres humanos existem e estão esquecidos, guardando as sucursais do inferno. São heróis! Merecem a dignidade de tratamento à altura de seu sacrifício?


    Todos os Operadores de Segurança Pública ora engajados em Alcaçuz tem recebido sua alimentação na forma de "quentinhas" dadas pelo Estado. Acontece que sobejam queixas sobre a qualidade dessas refeições ( essa reclamação é muito antiga), de forma que se prefere comer dos pratos confeccionados pelos próprios presos, na cozinha da penitenciária. Tais presos cozinheiros e taifeiros, que se diga a verdade, pelo bom comportamento são considerados "de confiança". Mas, dadas as circunstâncias, a quem seria recomendável comer das refeições preparadas por apenados, num presídio rebelado?


    Outra situação humanitária envolvendo a Penitenciária de Alcaçuz: durante esses dias, está se formando uma espécie de Favela na frente e nos fundos do Presídio. Familiares de apenados, principalmente mães e esposas ( muitas vezes filiadas também a facções criminosas), estão em instalações precárias - acampados por lá! Dormem pelas calçadas, fazem necessidades fisiológicas pelos matos, carecem de alimentação e higiene. Sim, há crianças no meio... 


    Esses familiares de detentos das diferentes facções se hostilizam e se ameaçam, na parte externa do Presídio, reproduzindo um eco da situação interna do prédio. Sim, já houve vias de fato e tentativa de homicídio por arma branca ( faca), bem como tumultos ( inclusive de tipo "protesto") e até uma queima de barricada feita de entulhos! Uma bagunça MESMO. 


    É até uma questão de Segurança Pública remover esse povo do local, pois que vive em ligações telefônicas com os rebelados e, evidentemente, servem de Correios a seus parentes. Também não é difícil que arremessem armas, munição, telefones celulares e baterias carregadas por sobre a muralha - abastecendo sua "Facção Amiga" com meios de combater. São os seres humanos que apóiam os outros seres humanos que lá estão por condenação judicial de seus atos abomináveis - é preciso lembrar disso.


    Como se vê, a seara dos Direitos Humanos tem bastante assunto a tratar nessa Crise Penitenciária, se for o tema conduzido por gente séria. Cadê os órgãos de Direitos Humanos?



Por Erick Guerra, O Caçador



Pra você que está pensando em comprar um imóvel : Vende-se uma casa

Vende-se uma casa no Loteamento Porto Seguro em Assu, 77 m2  de área construida, 2 quartos sendo 1 suíte, sala, cozinha, despensa, banheiro social, toda na blindex, piso extra, garagem para 1 carro, muro com Floreira.
LRV- empreendimentos  


Contatos

(84)98189-1090
       99919-8944


Nenhum comentário:

Postar um comentário