terça-feira, julho 21, 2020

Área cultural do Assú participou de reunião virtual que debateu a Lei Aldir Blanc

Imagem; Assessoria

Na manhã desta terça-feira, dia 21 de julho, a Coordenação das Casas de Cultura Popular do Rio Grande do Norte, na alçada da Fundação José Augusto – FJA, sob a orientação do seu titular, Messias Domingos, realizou uma videoconferência com o coordenador de Projetos e Articulação Institucional da autarquia estadual, Aluízio Matias. A realização remota tratou sobre a aplicabilidade no estado e municípios da Lei Federal nº 1.075/2020, de 29 de junho passado, denominada Lei Aldir Blanc. Além dos Agentes de Cultura, o encontro virtual contou com a participação de 27 representantes da gestão cultural nos municípios onde estão em funcionamento Casas de Cultura Popular.

Na oportunidade, representou o Assú o secretário municipal adjunto de Cultura, Paulo Sérgio Sá Leitão. “Foi um instante bastante produtivo e oportuno, e que teve o papel de democratizar informações com referência à lei e como os organismos culturais devem proceder para garantir acesso aos benefícios que ela possibilita”, disse o secretário. A Casa de Cultura Popular Sobrado da Baronesa se fez presente por intermédio dos Agentes de Cultura Thiago Bernardo de França e Aldo Cardoso de Lima. A lei recém-instituída tem como objetivo central estabelecer ajuda emergencial para artistas, coletivos e empresas que atuam no setor cultural e atravessam dificuldades financeiras em face da pandemia do coronavírus.

📌Lembre-se: higienize as mãos sempre que necessário com água e sabão ou álcool em gel.


Nenhum comentário:

Postar um comentário