terça-feira, fevereiro 22, 2022

Audiência discute retomada do saneamento em Janduís

Além do esgotamento sanitário e do abastecimento de água na zona rural, pauta incluiu também construção de casas populares

Imagem: reprodução

Dando sequência às audiências para discutir questões administrativas dos municípios, a governadora Fátima Bezerra se reuniu nesta terça-feira (22) com o prefeito de Janduís, Salomão Gurgel. A pauta incluiu o encaminhamento de ações para solucionar problemas relacionados à segurança pública, abastecimento de água na zona rural, esgotamento sanitário na área urbana e habitação popular.

A construção do sistema para coletar e tratar adequadamente 100% do esgoto produzido no município começou em 2011 quando prefeitura e governo federal, via Programa de Aceleração do Crescimento, firmaram convênio, mas as obras foram interrompidas há mais de seis anos quando faltavam pouco mais de 10% para serem concluídas, devendo ser retomadas agora, conforme plano de ação da Caern - Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte - que prevê investimentos de R$ 1,1 milhão nos próximos três anos no município. Localizada no Médio Oeste, Janduís está inserida na Microrregião de Águas e Esgotos Central-Oeste, conforme a Lei Complementar nº 682, de 15 de julho de 2021. Tem 5,2 mil habitantes e é abastecida pela adutora Arnóbio Abreu.

Ainda na área de saneamento, o secretário do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, João Maria Cavalcanti, informou que cinco dos 10 poços tubulares previstos para Janduís começaram a ser instalados hoje. Eles ficam nas comunidades Alto Alegre, Quixaba, Pau de Leite, Retiro e Divisão. O trabalho de perfuração dos demais será retomado em março. A utilização da água do açude Santo Antônio para abastecimento de duas comunidades rurais onde moram cerca de 600 pessoas, um pleito apresentado pelo prefeito, enfrenta um obstáculo: o alto grau de contaminação do reservatório, segundo ponderou o diretor de Operações da Caern, o Thiago Índio.

Sobre as 14 casas do Programa Pro Moradia, o diretor-presidente da Companhia Estadual de Habitação e Desenvolvimento Urbano (Cehab), Pablo Thiago Lins, informou que o processo licitatório para a construção de casas populares em doze municípios, incluindo Janduís, será lançado em março, com prazo de até 180 dias para conclusão das obras, a contar da emissão da ordem de serviço. Ele disse ainda que a Cehab está fazendo um levantamento para a concessão de escrituras de 162 imóveis situados no conjunto São Bento.

A audiência tratou também da segurança pública. No ano passado, o governo do RN criou a 3ª Companhia Independente de Polícia Militar, instalada na cidade de Patu e mais quatro subunidades de pelotões em Patu, Janduís, Umarizal e Almino Afonso, reforçando a presença da Polícia Militar na região. 

“Foi uma excelente reunião em que tratamos de ações muito importantes para Janduís. São parcerias que temos feitos com o governo do Estado que abrange desde a questão ao abastecimento até ações na Educação e na Saúde. Só temos a agradecer a governadora, que reuniu secretários e assessores para tratar dos problemas de nossa cidade”, destacou o prefeito Salomão Gurgel.

Participaram da audiência a deputada federal Natália Bonavides, o deputado estadual Francisco Medeiros (Chico do PT); o secretário, o adjunto da Segurança Pública e o comandante da Polícia Militar, respectivamente, Coronel Francisco Araújo, Osmir Monte e coronel Alarico; o secretário do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, João Maria Cavalcanti; o diretor-presidente e o diretor Administrativo e Financeiro da Cehab, Pablo Thiago e Antônio Miguel; a assessora especial do Gabinete Civil, Laíssa Costa; Thiago Índio, diretor de Operações e Fábio Siqueira, superintendente de Empreendimentos da Caern; Ivan Fioravene, coordenador de hidrologia da Semarh. Pela prefeitura, além do prefeito e do vice Elvisney Soares, esteve presente o assessor jurídico Alexander Lopes.

📌Lembre-se: higienize as mãos sempre que necessário com água e sabão ou álcool em gel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário