terça-feira, outubro 27, 2020

MINISTÉRIO PÚBLICO DESCOBRE DIVERSOS DEPÓSITOS EM DINHEIRO NA CONTA DE ZÉ ANTÔNIO QUANDO ERA PREFEITO DE MACAU

Imagens: Reprodução

Durante a investigação sobre a compra superfaturada do trator, que ocasionou o bloqueio de bens do ex-prefeito José Antônio de Menezes em R$ 786.000,00, o Ministério Público descobriu que, durante a gestão do ex-prefeito, ele movimentou nas contas bancária três vezes mais do que declarou para a Receita Federal.

Zé Antônio recebeu como prefeito de Macau, em 2002,R$ 96 mil. No entanto, passaram pelas contas bancárias dele R$ 340 mil. Diz o Ministério Público: “Chama atenção ainda nos dados bancários existentes nos autos a enorme quantidade de depósitos bancários em dinheiro em favor de JOSÉ ANTÔNIO DE MENESES SOUSA, sem identificação do depositante, rendimentos que não foram declarados à Receita Federal, já que as declarações de ajuste anual do Imposto de Renda do demandado somente registram os salários recebidos pejo Município de Macau”

Além disso, a maior parte do dinheiro que Zé Antônio ganhou na época era oriundo de depósitos em dinheiro. Entre 2002 e 2004, passaram pela conta do ex-prefeito R$ 224 mil em depósitos em dinheiro. “Com base nos dados da quebra dos sigilos bancário e fiscal, temos que, somente na Conta do HSBC, o primeiro demandado recebeu depósitos em dinheiro, realizados através de caixa eletrônico, totalizando a quantia de R$ 224.422,00 (duzentos e vinte e quatro mil, quatrocentos e vinte e dois reais), no período de 19.11.2002 a 12.08.2.00”, diz o MP.

A origem de uma pequena parte desta montanha de dinheiro foi descoberta pelo Ministério Público: são os R$ 8,3 mil de propina, referente ao superfaturamento do trator com pá carregadeira. Cabe agora a Zé Antônio explicar a origem do restante.

📌Lembre-se: higienize as mãos sempre que necessário com água e sabão ou álcool em gel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário