quarta-feira, setembro 01, 2021

Governo reinaugura Feira da Agricultura Familiar no Centro Administrativo

 Espaço favorece a comercialização do pequeno produtor de base agroecológica

Imagens: Reprodução

O Governo do RN, por meio da Secretaria de Estado da Reforma Agrária e da Agricultura Familiar (Sedraf) e Projeto Governo Cidadão, reinaugurou nesta quarta-feira, 01, a Feira da Agricultura Familiar e Economia Solidária, no Centro Administrativo, no bairro de Lagoa Nova, em Natal.

O espaço é ocupado por agricultores e agricultoras familiares e artesãos que comercializam seus produtos nas 16 barracas disponíveis. Os feirantes comercializam hortaliças, frutas, tubérculos, raízes, plantas ornamentais, queijos, bolos, aguardente, geleias, doces, frutas desidratadas, conservas, ovo caipira, temperos, artesanato em tecido, pedra e couro, roupas e camisetas. A feira é realizada uma vez por semana, sempre às quartas-feiras, das 07h às 13h, e é aberta ao público.

Ao visitar a feira, a governadora professora Fátima Bezerra considerou a importância da iniciativa que atende servidores e a população com alimentos saudáveis. "A agricultura familiar e a economia solidária têm nosso apoio para crescer cada vez mais. Esta iniciativa integra as ações do Projeto de Feiras da Agricultura Familiar, executado pela Sedraf, e é um caminho para o desenvolvimento dos processos de produção, comercialização e consumo de alimentos de base agroecológica no RN. Mais do que a comercialização, aqui temos a cultura e a história do nosso Estado", registrou.

O secretário da Sedraf, Alexandre Lima, destacou que a feira do Centro Administrativo é resultado de ampla articulação do Governo do RN com a Unicafes e produtores dentro de um projeto maior, o Feiras da Agricultura Familiar, lançado semana passada em Mossoró. "O projeto fomenta a inclusão através da produção de alimentos saudáveis e sua comercialização direta aos consumidores através das feiras locais da agricultura familiar", explicou.

O objetivo é abranger municípios nos 10 territórios do estado dentro do Programa Estadual de Apoio aos Circuitos Curtos de Comercialização da Agricultura Familiar (Mais Mercados), também executado pela Sedraf. "Nosso desafio é levar as feiras para mais de 50 municípios até o final do ano", anunciou Alexandre Lima.

Integrante do assentamento Rosário, em Ceará Mirim, Livânia Frizon produz e comercializa frutas desidratadas, conservas, chips de batata, macaxeira e banana. "A feira é muito importante por que além de vender temos a oportunidade de divulgar nossos produtos. Divulgação é fundamental porque a gente conquista novos clientes", afirmou.

Descendente de comunidade quilombola no município de Bom Jesus, Vanessa da Costa Duarte comercializa tapioca, bolos e biscoitos regionais. Ela informou que sua família produz na madrugada do dia em que a feira acontece e ela é responsável pela venda. "A feirinha melhorou para a gente, é mais um espaço, além da Cecafes e da feira de Bom Jesus, onde também trabalhamos".

O Movimento dos Trabalhadores Sem Terra tem uma banca na feira do Centro Administrativo. Jaqueline de Santana e Marli Felipe, dos acampamentos Gregório Bezerra e Dandara, em Ielmo Marinho e Ceará-Mirim, vendem confecções, camisetas, frutas e verduras. "A feirinha é um espaço para vender e expor nosso trabalho. Temos produção própria de camisetas, shorts, blusas, vestidos, trufas".

Para a realização das feiras da agricultura familiar o Governo do Estado atua ainda em parcerias que envolvem a Emater-RN, Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e Assistência Social (Sethas), União Nacional das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes), União das Cooperativas do Estado do RN (Ocern), Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do RN (Fetarn), Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar do RN (Fetraf), Fórum Potiguar de Economia Solidária, Marcha Mundial das Mulheres e Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Na visita a governadora esteve acompanhada do vice-governador Antenor Roberto, secretária adjunta do GAC, Socorro Batista, da Educação, Márcia Gurgel, da Administração e Recursos Humanos, George Câmara, subsecretária do GAC, Laíssa Costa, diretor da Emater, César Oliveira, presidente da Fundação José Augusto, Crispiniano Neto, diretor da FJA, Fábio Henrique, assessora de governança corporativa da Potigás, Samanda Alves. Também participaram o presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no RN (Fetarn) Manoel Cândido, representantes da Assembleia Legislativa e Câmara Municipal de Natal - deputados Isolda Dantas e Francisco Medeiros, vereadoras Divaneide Basílio e Brisa Brachi.

📌Lembre-se: higienize as mãos sempre que necessário com água e sabão ou álcool em gel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário