domingo, abril 19, 2020

Macau: Os abutres de plantão apostam no quanto pior melhor

Imagem: Reprodução
Os abutres de plantão apostam no quanto pior melhor: Desde que o prefeito Tulio Lemos assumiu o Palácio João Melo tem sido alvo de ataques, calúnias, difamação e denúncias infundadas (vez que o mesmo não responde a nenhum processo por improbidade)  por parte dos que até agora ainda não se conformaram com a derrota nas últimas eleições municipais.

Esse fato tem levado alguns inconformados a devaneios e que consequentemente partem para o delírio de apostar no quanto pior melhor. O intuito maléfico, nesse caso, tem como propósito a desconstrução da administração municipal e com isso tirar proveito político.
O estarrecedor de tudo isso é que alguns que partem para essa histeria não têm sequer credibilidade, pois respondem inúmeros processos na justiça, têm seus direitos políticos cassados, não pode assumir cargo público e  impedidos de ter acesso a prédios públicos, mas se acham no direito  de denigrir e querer macular a imagem de pessoas idôneas.

O governo do município de Macau tem procurado, diante das dificuldades, fazer o melhor. O Ceo e  clube de idosos foram reformados, o Hospital Antônio Ferraz está sendo reformado, a iluminação pública tem sido trocada por lâmpadas de LED, na zona urbana e na zona rural, como é o caso de Tambau.
Diante de tudo isso, o prefeito Tulio Lemos está ousando na educação. Isso é fato, a implantação do PCCR, foi um marco na educação macauense. As reformas nas escolas foram iniciadas e o prédio da secretaria de educação está passando por ampla reforma.

Mas para  os adeptos da insensatez e da Lei de Gerson nada disso tem valor.   Por isso continuam apostando no quanto pior melhor, esquecendo  que a ementa pode sair pior do que o soneto.

Fonte: blog Pendências News

Nenhum comentário:

Postar um comentário