segunda-feira, agosto 30, 2021

RN Sem Chamas: órgãos vão combater queimadas e incêndios florestais no RN

 Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Itep, Semarh, Idema e Defesa Civil atuarão em conjunto

Imagens: Reprodução

O Plano Estadual de Prevenção Ambiental e Combate às Queimadas e Incêndios Florestais do Rio Grande do Norte – RN Sem Chamas – foi lançado nesta segunda-feira (30). O Plano do Governo do Estado define execução de ações conjuntas pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), Idema, Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Itep e Defesa Civil em ações educativas, de monitoramento e de investigação em resposta às queimadas e incêndios florestais do RN.

A iniciativa possibilita a união de esforços das instituições que atuam direta e indiretamente no enfrentamento destas situações de risco e infrações ambientais. As atividades serão realizadas por meio de um sistema de parcerias institucionais, integração e cooperação mútua, para otimizar a aplicação dos recursos humanos e materiais disponíveis, inclusive na investigação de casos suspeitos de queima intencional, através de perícias e apresentação de denúncias à justiça. Objetivo é reduzir ocorrências, elaborar mapas para monitoramento, educação ambiental e reduzir a degradação.

O RN não tinha nenhum instrumento normatizador de combate às queimadas e incêndios. "Agora o nosso estado é o quarto no Nordeste e o 14º no país a ter um marco na defesa do meio ambiente. Mas é preciso o engajamento da sociedade, o envolvimento dos entes federados e a consciência de cada um", afirmou a governadora professora Fátima Bezerra.

A governadora considerou fundamental a conscientização das pessoas, inclusive crianças e jovens sobre a proteção ao meio ambiente.  "Fazer isso é desenvolver a consciência de cuidar da vida. É preciso o engajamento de todos, principalmente porque vivemos hoje um retrocesso no âmbito federal com ameaças, inclusive de mudança na legislação de proteção aos recursos naturais. Portanto, estruturar ações de prevenção e combate às queimadas, incêndios florestais e defesa da biodiversidade no RN é necessário e urgente."

Secretário da Semarh, João Maria Cavalcanti disse que o programa busca "sinergia e integração para obtermos resultados efetivos através de um conjunto de ações. Vamos promover ações educativas e de prevenção às queimadas, numa gestão integrada entre vários órgãos, como orienta a governadora professora Fátima Bezerra".

Coordenador da Defesa Civil Estadual, o coronel Marcos Carvalho considera o Plano inovador por integrar instituições na preservação da vida dos biomas e, consequentemente, da vida. “A sensibilidade do Governo do Estado muda a política que era se deslocar aos locais onde incêndios já aconteciam, para evitar que incêndios aconteçam. Esperamos redução já neste ano. É preciso destacar a importância do envolvimento da sociedade e das instituições para evitarmos que os incêndios continuem acontecendo", disse. O mesmo raciocínio é compartilhado pelo comandante do Corpo de Bombeiros Militar do RN, coronel Luiz Monteiro. "Não é à toa que a logomarca do Programa é uma mão aberta em posição de pare. Parar com os incêndios e queimadas sem controle. Incêndio florestal é devastador e precisa ser erradicado no RN", declarou.

O diretor geral do Idema, Leon Aguiar, enfatizou que o plano tem como primeira estratégia prevenir, evitar que incêndios florestais aconteçam. O Idema atuou para a criação de Comitês de Educação Ambiental em 58 municípios, e para buscar maior envolvimento da população vai veicular spots em emissoras de rádio e realizar blitzes educativas. "Temos a determinação da governadora de atuar para evitar danos ao meio ambiente. O Idema também vai iniciar uma campanha de reflorestamento para plantar 1 milhão de árvores. O RN perdeu 50% da biomassa nativa da caatinga, bioma presente em 90% do nosso território.”

"Saio daqui entusiasmado com o Plano Estadual de Prevenção Ambiental e Combate às Queimadas e Incêndios Florestais", disse o prefeito Sérgio Fernandes, de Serra Negra do Norte. Ele destacou que os incêndios afetam a flora e fauna e lembrou que no ano passado houve "a maior destruição da história em Serra Negra. O fogo durou semanas, queimou, fauna e flora, a ponto de termos decretado Estado de Emergência. Com esta iniciativa de hoje o Governo do Estado dá as mãos aos municípios para resolver este grave problema".

O deputado estadual Francisco do PT lembrou que no ano passado viu o fogo consumindo a caatinga no Seridó por muitos dias e em proporção sem precedentes. “Este plano merece nosso elogio, inclusive pela busca de parcerias com os municípios. Parabenizo a governadora e todos os envolvidos. A destruição da biomassa, acidental ou intencional, afeta também a economia, pois prejudica pequenos criadores e produtores rurais", acrescentou.

Nesta quarta-feira (1/9), o Governo do RN apresenta as ações contra os incêndios florestais através do investimento em equipamentos de proteção individual, viaturas operacionais, entre outras estruturas necessárias para reforçar as ações de prevenção e combate a incêndio nas áreas de maiores riscos. Será às 9h, no Quartel do Comando Geral do CBMRN, em Natal.

O lançamento, no auditório da Governadoria em Natal, contou ainda com a presença da deputada estadual Isolda Dantas; prefeito de Serra Negra do Norte, que também representou a Federação dos Municípios, Sérgio Fernandes; representante do senador Jean-Paul Prates; professor Junior Fernandes (UERN); professor Alexandre Souza, da UFRN; representante MST, Hildebrando Andrade; representantes dos Comitês das bacias hidrográficas dos rios Ceará Mirim, Pitimbu e Piranhas-Açu.

📌Lembre-se: higienize as mãos sempre que necessário com água e sabão ou álcool em gel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário