sexta-feira, agosto 20, 2021

PM é denunciado por torturar Anthony Garotinho na prisão

Conforme a denúncia do MP-RJ, Sauler Sakalem “invadiu a cela ocupada por Garotinho e o agrediu com golpes de um bastão semelhante a um taco de beisebol, além de ameaçá-lo de morte”

Imagem: reprodução

O policial militar (PM) Sauler Campos de Faria Sakalem foi denunciado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) por ter submetido à tortura Anthony Garotinho. O fato teria ocorrido quando o ex-governador do estado esteve preso na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, em 2017.

Conforme a denúncia, o PM submeteu o ex-governador a “intenso sofrimento físico e mental. Na madrugada do dia 24 de novembro de 2017, Sauler invadiu a cela ocupada por Garotinho e o agrediu com golpes de um bastão semelhante a um taco de beisebol, além de ameaçá-lo de morte”, diz o texto. 

Ainda de acordo com a denúncia, Sauler estaria armado e desferiu um golpe com o bastão no joelho do ex-governador. O MP-RJ atesta que as provas foram constatadas “por meio de um vasto acervo documental, disponibilizado no inquérito policial instaurado para apurar a agressão”.

O PM foi denunciado por “submeter alguém, sob sua guarda, poder ou autoridade, com emprego de violência ou grave ameaça, a intenso sofrimento físico ou mental, como forma de aplicar castigo pessoal ou medida de caráter preventivo”. A pena prevista é de dois a oito anos de prisão.

📌Lembre-se: higienize as mãos sempre que necessário com água e sabão ou álcool em gel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário