sexta-feira, agosto 20, 2021

Governo do RN participa de reunião sobre a gestão das águas do Canal do Pataxó

Imagem: reprodução

A Comissão de Acompanhamento de Alocação de Água do Sistema Hídrico formado pelos reservatórios Armando Ribeiro Gonçalves e Mendubim realizou reunião na manhã desta quinta-feira (19), no auditório do Sindicato dos trabalhadores/as rurais e da agricultura familiar do município de Ipanguaçu, para discutir o aperfeiçoamento do modelo de gestão para o das águas do Canal do Pataxó, na região do Vale do Açu. O Governo do RN foi representado pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), Secretaria de Estado da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (Sape), Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema) e Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern). 

Entre os principais encaminhamentos da reunião estão, a realização de uma campanha de regularização, para cadastramento de usuários de água; a realização de uma vistoria com técnicos da Semarh, Igarn, Caern e Idema, para a realização de um relatório com os problemas verificados e a articulação junto às prefeituras de Ipanguaçu e Itajá para a limpeza da vegetação das margens do Canal além da possibilidade de aumento da vazão da água que sai da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves e é distribuída através do Canal do Pataxó.

O diretor presidente do Igarn realizou uma apresentação em que falou sobre as últimas medições de vazão realizadas pelos técnicos do Instituto no Canal, e também sobre os problemas encontrados ao longo do percurso da água.  

“Estamos sensíveis ao pleito dos agricultores para o aumento da vazão, já que o canal está liberando 960 l/s e já está quase no seu limite. Ele não tem uma capacidade grande de gestão, mas nós vamos conversar com a comissão, com o Comitê de Bacia e com a ANA para encontrar a melhor alternativa. Além disso, vamos ver outras medidas importantes como o desperdício de água ao longo do canal que vem diminuindo a vazão e impedindo a chegada das águas para os agricultores de Ipanguaçu/RN”, explicou Auricélio Costa, presidente do Igarn.

Sobre os problemas encontrados ao longo do Canal do Pataxó, o Igarn fará uma articulação junto às prefeituras para a realização de serviços emergenciais e a própria limpeza das margens. “Vamos contar com o apoio das prefeituras de Itajá e de Ipanguaçu para podermos, juntos, fazer alguns serviços emergenciais no canal. Por exemplo: limpeza das margens, tapamento de alguns vazamentos de grande porte e a reforma do canal, como já foi anunciado pela Governadora Fátima Bezerra”, destacou o presidente do Igarn.

O secretário da Semarh, João Maria Cavalcanti, reiterou que será feito um relatório com todos os problemas verificados para a sua devida resolução pelo Governo do RN. “Estão convocados aqui o Igarn, Idema, CAERN e Semarh, os técnicos de cada um, para vir aqui fazer um relatório do que está acontecendo no Canal e eu quero um diagnóstico. A Governadora autorizou a obra de recuperação total, através da Semarh”, frisou.  

Para o presidente da Comissão, Procópio Lucena, “É evidente que a causa da falta de águas em alguns trechos não é só vazão reduzida e por essa razão é necessário o envolvimento das prefeituras, agricultores e governo do estado, através da Semarh/Igarn para de forma articulada e planejada cuidarem da infraestrutura do canal, cadastramento dos usuários, outorgas de uso de água e fiscalização ao longo do canal e rio pataxó".

Participam da reunião representantes do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Piancó-Piranhas-Açu, Assembleia Legislativa do RN, Prefeituras e Câmaras Municipais de Ipanguaçu e Itajá, Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais e Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável de Ipanguaçu e Itajá, representantes dos irrigantes e usuários de água do Canal do Pataxó.

📌Lembre-se: higienize as mãos sempre que necessário com água e sabão ou álcool em gel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário