quarta-feira, julho 06, 2022

“Fui estrangulado”, Paciente denuncia ter sido agredido por médico após reclamar de atendimento em UPA

Imagem: reprodução

Uma confusão foi registrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Cidade Satélite, na zona Sul de Natal, nessa terça-feira (05). Um médico e um paciente trocaram socos dentro da unidade. A Guarda Municipal foi acionada para conter o tumulto e levou os envolvidos para a Delegacia de Plantão da Polícia Civil.

O paciente disse que questionou a demora no atendimento e afirmou que sua vez estava sendo passada para outras pessoas. O homem ficou com marcas de agressões no pescoço.

“Eu fui para ser atendido e estava demorando. Estava passando muita gente na minha frente. Ele disse que ‘se você quer reclamar, vá na diretoria’. Eu fui a mando deles. Quando eu voltei da diretoria, eu vinha com a diretora”, relatou.

Ele ainda deu mais detalhes da situação. “O encarregado falou ‘pode colocar ele na prioridade’ e o médico não gostou. Quando o menino falou que eu seria o próximo, ele veio na minha direção e bateu no meu ombro. Eu disse: ‘faça de novo’. Ele bateu nos meus peitos. Foi na hora que ele me pegou pelo pescoço, me estrangulou de frente e tirou meus pés do chão”, disse.

Testemunhas a favor do médico disseram que o homem estava agressivo e teria agredido o médico primeiro. Ele negou. “Não, senhor. Eu estava com quase 40ºC de frente. Eu mal conseguia ficar em pé”, completou.

O médico envolvido na confusão não quis falar. Mas o secretário de Saúde de Natal, George Antunes, compareceu à delegacia para saber mais detalhes do caso. “Ele disse que o paciente estava alterado, tumultuando lá dentro, peitou, teve contato corporal com ele, afrontou de novo, bateu nele, empurrou. Então ele teve que conter o paciente”, disse o secretário.

O paciente assinou um Termo Circustanciado de Ocorrência (TCO) e foi liberado.

📌Lembre-se: higienize as mãos sempre que necessário com água e sabão ou álcool em gel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário